F R A T U R A S

Podemos dizer que ocorreu uma fratura no osso quando tem a perda da solução de continuidade no osso, isto é, teve perda na integridade na estrutura do osso decorrente de uma força no local. As fraturas podem ser fechadas ou expostas.

 

Classificação das Fraturas:

 

– Fratura fechada: não há rompimento da pele, e o osso fica no interior do corpo. Em geral são de tratamento conservador, porém alguns casos requerem um tratamento cirúrgico imediato como: Lesão vascular, compressão nervosa, desvio importante e politraumatizados.

 

– Fratura exposta: Há contato do osso fraturado com o meio externo, porem ele não precisa estar aparecendo, um simples corte profundo na pele com fratura é considerado fratura exposta. Quando existe uma ferida localizada no mesmo segmento de uma fratura, esta fratura deve ser considerada exposta até que se prove o contrário.

 

LUXAÇÕES

 

O desencaixe de um osso da articulação (luxação) pode ser causado por pressão intensa, que deixa o osso em posição anormal, ou também por violenta contração muscular. Com isto, pode haver ruptura dos ligamentos. As articulações que mais comumente se deslocam são as do ombro, polegares, dedos e maxilar. Muitas vezes é difícil distinguir luxação de uma fratura. As causas mais prováveis de luxações podem ser:

  • Golpe violento ou queda recente.

  • Estalido de osso quebrado ou de ligamento rompido.

  • Dor aguda provocada pelo músculo rompido.

 

Sintomas:

 

  • Impossibilidade total ou parcial de mover um membro (incapacidade de andar, por exemplo).

  • Dor no local ou perto da fratura, agravada pelo movimento. Dor forte muitas vezes indica luxação. Sensibilidade, quando se toca o osso levemente, indica fratura.

  • Distensão, inchaço e hematoma.

  • Sinais de estado de choque, se a fratura for no osso da coxa, costela ou pelve.

 

AÇÕES DO SOCORRISTA

 

Fraturas Simples e Luxações - Objetivos
 

  • Impedir o movimento do local da lesão.

  • Conseguir remoção para o hospital, mantendo a região confortavelmente apoiada durante o transporte da vítima.

 

  1. Diga à vítima para não se mover. Firme e apóie a parte lesada com as mãos, até imobilizá-la. Apóie a região acima e abaixo da lesão.

  2. Ponha uma proteção macia entre as saliências dos ossos, e proteja também as depressões.

  3. Imobilize as articulações acima e abaixo do local da fratura.

  4. Para um apoio mais firme, prenda a parte lesada à parte não afetada do corpo. Em caso de fraturas nos membros superiores, prenda o braço contra o tronco com tipóia e, se necessário, enfaixe-os. Em caso de fraturas nos membros inferiores, se a remoção para o hospital demorar, enfaixe a perna sã junto à lesada.

  5. Chame uma ambulância. Trate do estado de choque, se necessário.

  6. Se possível erga o membro lesado. Verifique a cada 10 minutos a circulação na região fora da faixa. 

 

ATENÇÃO 

 

SE suspeitar de luxação, não tente encaixar o osso.

SE o membro fraturado estiver dobrado você não poderá      imobilizá-lo.

 

Deve, com cuidado, aplicar tração para endireitá-lo o  que impede a pressão dos músculos, reduzindo a dor e o sangramento que estejam ocorrendo no local da fratura. 

 

NÃO mova a vítima antes de ficar e apoiar a parte lesada, a menos que ela esteja em situação de perigo.

 

NÃO deixe que a vítima como ou beba.

 

Fraturas Expostas - Objetivos

 

  • Impedir a perda de sangue, o movimento e a infecção no local da lesão.

  • Providenciar remoção para o hospital com o membro lesado sempre apoiado confortavelmente no transporte.

 

  1. Firme e apóie o membro lesado com as mãos. Não pressione diretamente sobre um osso quebrado.

  2. Cubra o ferimento com gaze esterilizada ou pano limpo, e pressione para controlar o sangramento. Use uma gaze maior do que o ferimento.

  3. Coloque algodão ou uma proteção em cima e em volta do curativo. Não deixe o algodão encostar no ferimento. Não toque numa fratura exposta com os dedos.

  4. Prenda o curativo e a proteção. Enfaixe com firmeza, mas não a ponto de impedir a circulação.

  5. Imobilize do mesmo modo que para fratura simples, mantendo a parte afetada elevada.

  6. Chame uma ambulância e trate a vítima do estado de choque. Verifique a circulação fora da faixa a cada 10 minutos.

 

ATENÇÃO

 

SE o osso estiver exposto, ponha proteções macias e não felpudas em volta dele, até poder enfaixar a região lesada.

NÃO mova a vítima até que a parte ferida esteja firme e apoiada, a não ser que ela esteja em situação de perigo.

NÃO permita que a vítima como ou beba.

CEPMG NN

Escola de Civismo e Cidadania

Colégio Militar

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon