ENVENENAMENTO

VENENO E INTOXICAÇÃO

 

Veneno é toda substância que, se introduzida no organismo em quantidade suficiente, pode causar danos temporários ou permanentes.

As intoxicações e o envenenamento são causados pela ingestão, aspiração e introdução no organismo, acidental ou não, de substâncias tóxicas de naturezas diversas. Podem resultar em doença grave ou morte em poucas horas se a vítima não for socorrida em tempo.

 

AGENTES INTOXICANTES

 

  • Produtos químicos utilizados em limpeza doméstica e de laboratório.

  • Venenos utilizados no lar (como raticidas, por exemplo).

  • Entorpecentes e medicamentos em geral.

  • Alimentos deteriorados.

  • Gases tóxicos.

 

VIAS DE PENETRAÇÃO

 

Boca

Ingestão de qualquer tipo de substância tóxica (química ou natural).

Pele

Contato direto com plantas ou substâncias químicas tóxicas.

Vias respiratórias

Aspiração de vapores ou gases emanados de substâncias tóxicas.

 

SINAIS E SINTOMAS

 

Envenenamento por ingestão:

 

  • Queimaduras, lesões ou manchas ao redor da boca.

  • Odores incomuns da respiração, no corpo, nas roupas da vítima ou do ambiente.

  • Hálito com odor estranho.

  • Transpiração abundante.

  • Queixa de dor ao engolir.

  • Queixa de dor abdominal.

  • Náuseas, vômito, diarreia.

  • Alterações no nível de consciência, sonolência.

  • Convulsões.

  • Aumento ou diminuição do diâmetro das pupilas.

  • Alterações no pulso, na respiração e da temperatura corporal.

 

Envenenamento por contato:

  • Manchas na pele.

  • Coceira.

  • Irritação nos olhos.

  • Dor de cabeça.

  • Temperatura da pele aumentada.

 

Envenenamento por inalação:

  • Respiração rápida.

  • Tosse.

  • Frequentemente os olhos da vítima aparecerão irritados.

  • Obs.: estes são os sintomas gerais, podem variar de acordo com o veneno inalado

 

ORIENTAÇÕES GERAIS

 

  • Cuidados com a segurança do socorrista, evitando que este entre em contato com o produto intoxicante.

  • Remover a vítima para local arejado.

  • Afrouxar as vestes e, caso estejam contaminadas, retirá-las, cortando-as.

  • NUNCA deixar a vítima sozinha.

  • Deixar a vitima falar, deixando-a o mais confortável possível.

  • Transportar a vítima em posição lateral, a fim de evitar aspiração de vômito, se ocorrer.

  • Transportar junto, restos da substância, recipientes, embalagens e aplicadores.

 

PROCEDIMENTOS

 

Nos casos de intoxicação por contato (pele):

  • Lavar abundantemente o local afetado com água corrente.

  • Se os olhos forem afetados: lavar com água corrente durante 15 minutos e cobri-los, sem pressão, com pano limpo ou gaze;

  • Encaminhar ao serviço médico (pronto socorro ou hospital).

Nos casos de intoxicação por inalação:

  • Remover a vítima para local arejado.

  • Encaminhar ao serviço médico (pronto socorro ou hospital).

Nos casos de intoxicação por ingestão:

  • Não provocar vômito.

  • Não oferecer água, leite ou qualquer outro líquido.

  • Encaminhar, com urgência, para serviço médico (pronto socorro ou hospital.

 

ANTÍDOTO UNIVERSAL

 

   Tenha sempre em casa um pão velho que ninguém irá mais comer, chá ou leite de magnésia. . Caso haja intoxicação alimentar ou envenenamento por alimentos, pegue o pão velho, leve ao forno e aqueça o mesmo até virar carvão. Em seguida, pegue um copo com água, coloque as borras do pão neste copo e dê de beber com chá ou leite de magnésia. Em seguida encaminhe a vítima ao médico.

 

PROTEGENDO AS   CRIANÇAS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CEPMG NN

Escola de Civismo e Cidadania

Colégio Militar

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon