A.V.C  E  ANEURISMAS

O acidente vascular cerebral, ou derrame cerebral, ocorre quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea adequada. O AVC também é chamado de Acidente Vascular Encefálico (AVE).

 

TIPOS DE AVC

 

  • AVC Isquêmico: entupimento dos vasos que levam sangue ao cérebro

  • AVC Hemorrágico: rompimento do vaso provocando sangramento no cérebro.

 

SINTOMAS DO AVC

 

  • Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna de um lado do corpo

  • Alteração súbita da sensibilidade com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo

  • Perda súbita de visão num olho ou nos dois olhos

  • Alteração aguda da fala, incluindo dificuldade para articular, expressar ou para compreender a linguagem

  • Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente

  • Instabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos.

  • Conforme a região cerebral atingida, bem como de acordo com a extensão das lesões, o AVC pode oscilar entre dois opostos. Os de menor intensidade praticamente não deixam sequelas. Os mais graves, todavia, podem levar as pessoas à morte ou a um estado de absoluta dependência, sem condições, por vezes, de nem mesmo sair da cama.

  • A pessoa pode sofrer diversas complicações, como alterações comportamentais e cognitivas, dificuldades na fala, dificuldade para se alimentar, constipação intestinal, epilepsia vascular, depressão e outras implicações decorrentes da imobilidade e pelo acometimento muscular. Um dos fatores determinantes para os tipos de consequências provocadas é o tempo decorrido entre o início do AVC e o recebimento do tratamento necessário. Para que o risco de sequelas seja significativamente reduzido, o correto é que a vítima seja levada imediatamente ao hospital.

  • Os danos são consideravelmente maiores quando o atendimento demora mais de 3 horas para ser iniciado.

 

MEDICAÇÃO

 

Os medicamentos usados no tratamento do AVC são geralmente indicados para evitar futuras complicações, a exemplo de doenças cardiovasculares.

Para casos como esse, a sinvastatina costuma ser o remédio mais prescritos por especialistas.

Outros medicamentos usados para prevenir complicações e tratar efeitos do AVC são:

 

  • Aradois

  • Aspirina Prevent

  • Atorvastatina Cálcica

  • Cebralat

  • Cilostazol

  • Clopidogrel

  • Marevan

 

Esses medicamentos também podem ser recomendados por médicos para prevenir a ocorrência de acidentes vasculares cerebrais.

No entanto, sempre tenha em mente que somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

 

SOCORRISTA

 

-Manter um ambiente tranquilo;

-Afastar os familiares;

-Incutir confiança;

  • Promover o estímulo cerebral (não em exagero);

  • Manter a via aérea permeável;

  • Desapertar as roupas ao nível do pescoço, tórax e abdómen;

  • Colocar a vítima numa posição confortável de acordo com o seu grau de consciência;

  • Manter a temperatura corporal;

  • Vigiar as funções vitais;

  • Promover o transporte para o hospital.

 

ANEURISMA

 

Um aneurisma é uma área frágil na parede de um vaso sanguíneo que faz com que o vaso forme uma protuberância ou aumente de tamanho. Quando o aneurisma ocorre em um vaso sanguíneo do cérebro, ele é denominado de aneurisma cerebral.

Cerca de 5% da população têm algum tipo de aneurisma cerebral, mas apenas um pequeno número desses aneurismas causam sintomas, normalmente decorrentes de seu crescimento e/ou ruptura.

 

TIPOS DE ANEURISMA

 

Existem diversos tipos possíveis de aneurismas cerebrais. Eles incluem:

 

  • Aneurismas saculares, que pode variar no tamanho, podendo ser de alguns milímetros até um centímetro

  • Aneurismas saculares gigantes, que costumam ter mais de dois centímetros

  • Aneurismas saculares múltiplos, que são herdados com mais frequência do que os outros tipos.

 

SINTOMAS

 

Uma dor de cabeça forte e súbita pode ser um sintoma de que um aneurisma se rompeu. Outros sintomas de rompimento de um aneurisma são:

 

  • Visão dupla

  • Perda da visão

  • Dor de cabeça

  • Dor nos olhos

  • Dor no pescoço

  • Pescoço rígido

  • Náuseas e vômitos

  • Perda de consciência

  • Confusão mental

  • Fotofobia

  • Convulsões

 

 

 

CEPMG NN

Escola de Civismo e Cidadania

Colégio Militar

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon